O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM KESHA?

Como vimos em artigos anteriores, dois anos atrás, a cantora Kesha chacoalhou o mundo pop quando entrou com um processo procurando terminar seus contratos com Dr. Luke, um dos produtores mais bem sucedidos da indústria. Eles trabalharam por quase uma década, começando em 2005, quando o produtor a descobriu com 18 anos, em Nashville, e colaborou em seus álbuns que foram bem sucedidos. Porém, em 2014, Kesha afirmou que durante toda a parceria, Dr. Luke abusou LEIA O RESTANTE AQUI

,

Filme "Demônio de Neon" revela a Face Verdadeira da Elite Oculta

[ quinta-feira, 12 de janeiro de 2017 | 0 comentários ]

"Demônio de Neon"  é um filme sobre a indústria da moda e sua obsessão com a juventude e beleza. No entanto, através de sua história e simbolismo, o filme revela a mentalidade perturbadora do mundo da moda e da elite oculta por trás dele. 

Atenção: Este artigo aborda assuntos perturbadores e, além disso, spoilers!

"Demônio de Neon" é doloroso de assistir. O filme não é apenas cheio de longas sequências hipnóticas que enfatizam a importância superficial do mundo da moda, mas deliberadamente se debruça sobre algumas das práticas humanas mais perturbadoras possíveis, incluindo pedofilia, necrofilia, canibalismo e assassinatos ritualísticos. Todos esses horrores são apresentados de uma forma esteticamente agradável e colocados em um contexto elegante, numa aparente tentativa de normalizá-los.

Como na maioria do conteúdo exposto no KIP, esse filme deixa um sentimento desagradável, como se a própria alma fosse violada pelo que foi testemunhado. Claro, esse tipo de resultado é de se esperar de um "filme de terror psicológico", mas a parte mais perturbadora desse filme não é a ficção: são as  verdades obscuras do "mundo real" que o filme parece comemorar. Na verdade, quando se sabe sobre o lado negro da indústria do entretenimento - e a elite oculta que a possui - o filme se torna um manifesto perturbador, uma celebração indulgente de pessoas que se deleitam com a escuridão. Em suma, ele revela o que a indústria realmente é, como ela realmente funciona, e quem está realmente por trás dela.

Através da história de uma jovem inocente que se muda para Los Angeles com grande sonho de ser uma supermodelo internacional, "Demônio de Neon" revela a verdadeira face da indústria do entretenimento.

Vamos analisar "Demônio de Neon".

Cultura da Morte

Submeter-se a esse tipo de filme significa estar exposto à mentalidade distorcida daqueles por trás disso. E desde o início, "Demônio de Neon" nos dá todas as dicas sobre o que o mundo da moda é: uma ​​celebração da cultura de morte, enquanto se alimenta da juventude e inocência.

Na primeira cena do filme, Jesse posa em um ensaio 
onde ela aparece morta depois de ter a garganta cortada.

Se você já leu edições passadas de Imagens Simbólicas, você já está ciente dessa tendência acontecendo em ensaios de moda reais. Aqui está um exemplo de um ensaio real onde a modelo é basicamente um "cadáver da moda".

W Magazine, 2008 

Caçando a Juventude

A modelo no ensaio sangrento é Jesse, uma menina de 16 anos que é "nova na cidade". Ela conhece Ruby, uma artista de maquiagem que de forma indiferente lhe faz perguntas muito específicas.

Visto que Jesse revela que ela é uma jovem e vulnerável 
modelo aspirante, Ruby dá seus intensos olhares como se 
dizendo: "Eu quero consumir você"... literalmente.


- Você acabou de chegar a L.A., Jesse? 

- Como você sabia? 

- Você tem esse olhar. Não se preocupe querida. Essa coisa de "estar assustada" é exatamente o que eles querem. 


Essa coisa de "estar assustada" significa juventude e inocência. "Eles", presas, se alimentam disso... literalmente.

Depois de aprender sobre a situação vulnerável de Jesse, Ruby a convida para uma festa. É assim que os recém-chegados são introduzidos à claustrofóbica bolha social que é o mundo da moda.

No show, Jesse é apresentada a duas outras modelos, 
Gigi e Sarah, que também rapidamente interrogam Jesse. 

Ruby menciona que as cores de batom tendem a vender mais quando têm o nome de alimento ou sexo. Ela então pergunta a Jesse:


 - Você é comida ou você é sexo? 


Esta pergunta estranha se tornará extremamente relevante no final do filme. De fato, há duas maneiras de sua energia vital ser "consumida".

As meninas então assistem a um show bizarro que apresenta uma modelo amarrada. No clímax do show, ela é levantada no ar e colocada em posição que carrega importante significado simbólico.

Enquanto a música está tocando e as luzes 
piscando, a modelo amarrada flutua no ar.

A posição da modelo lembra fortemente o Arco da Histeria de Louise Bourgeois.

 Louise Bourgeois "O Arco da Histeria".

Essa peça de arte e essa posição particular mostrou-se importante para a elite oculta. O serial killer Jeffrey Dahmer colocou uma de suas vítimas decapitadas nessa posição específica (você pode ver a imagem perturbadora aqui se achar mesmo necessário).

Dahmer era um canibal. "Demônio de Neon" também trata do canibalismo e, ainda mais, como abusar de menores.

Keanu Reeves faz o papel de um proprietário de uma pousada que
 aluga quartos para aspirantes a modelo. Ele é uma pessoa horrível.

Em um ponto, o proprietário da pousada diz ao amigo de Jesse para dar uma olhada numa menina em sua pousada.


"Dê uma olhada no quarto 214 se você tiver uma chance. Fugitiva. Treze anos de idade. Lolita verdadeira. Quarto 214. Você tem quer ver."


Mais tarde no filme, o dono do motel entra na sala de 
Jesse para inserir uma faca na garganta. É uma referência 
perturbadora ao abuso violento de modelos jovens.

Através dessas várias cenas, nós compreendemos que Jesse entrou em um mundo perigoso que está procurando consumi-la.

Entrando na Indústria

Jesse é logo recrutada por uma agência de moda que promete trabalhar com "todos os grandes designers", o que a levará ao "sucesso internacional". Quando Jesse admite que ela tem apenas 16 anos de idade e que ela não se formou na escola, ela é dita para dizer às pessoas tem 19 anos.

Ninguém se importa se ela é uma menor. De fato, sua juventude lhe dá esse "algo" que a indústria desesperadamente se aproveita. Juventude não é apenas usada para vender cópias de revistas, é explorada em um nível mais profundo. As civilizações primitivas costumavam sacrificar jovens virgens aos deuses porque se acreditava que elas tinham maior "potência mágica". Esse conceito ainda está vivo hoje. Pessoas com grande riqueza, poder e influência acreditam nesses conceitos ocultos que a maioria pensa que não existem mais. "Demônio de Neon"  aborda essas coisas de uma maneira explícita.

Quando Jesse vai para sua primeira sessão de fotos com um "grande" fotógrafo, as coisas ficam estranhas.

No ensaio, Jesse tem uma adesivo brilhante colado em seu rosto. Seu formato 
lembra a cabeça de Baphomet, com chifres e a tocha de iluminação. Embora 
isso possa ser uma coincidência, o contexto oculto do filme diria o contrário.

Quando o fotógrafo vê Jesse com suas etiquetas douradas, ele parece tomado por ela. Ele diz a todos presentes para sair da sala. Ele então ordena a Jesse que tire todas as suas roupas. Ela ainda tem 16 anos.

Depois, em uma cena estranha, o fotógrafo passa sobre o corpo nu
 dJesse uma tinta dourada, focando em sua garganta. Esta cena pode
 simultaneamente referir-se a eles cortando sua  garganta ou a ela 
sendo "a garota de ouro" da indústria.

Transformação

Jesse é levada a estrelar em um desfile de moda. Esse desfile começa normalmente, mas logo se transforma em um longo e hipnótico ritual oculto que parece transformar profundamente Jesse.

Enquanto Jesse caminha pela pista, uma cena alternativa ocorre simultaneamente em uma dimensão "superior". O desfile de moda é a iniciação de Jesse para a indústria, onde ela descobre seu novo alter-persona.

Jesse encontra-se sob uma pirâmide 
iluminada - símbolo da elite oculta.

 Vemos o nascimento de uma nova Jesse 
que não consegue parar de se beijar.

Após o desfile, uma nova, sexy e não inocente Jesse nasce.

Uma nova Jesse é "revelada". Ela não é mais uma menina boazinha.
 Ela quer fazer parte do mundo glamoroso e superficial da moda.

Sob o Olho Que Tudo Vê

À medida que Jesse avança para o mundo da moda, somos sutilmente introduzidos ao mundo oculto oculto que o governa. Também somos fortemente introduzidos ao símbolo que o representa: o onipresente olho que tudo vê (claro). No filme, o olho que tudo vê, ou o olho no céu, está associado com a lua.

Sob a lua cheia, Jesse fala sobre como ela não tem 
talento discernível exceto por ser bonita... e sobre 
como ela costumava falar com a lua.


"Quando eu era criança, eu saia no telhado à noite. Eu achava que a lua parecia um grande olho redondo. E eu olhava para cima e dizia: Você me vê?"


Jesse queria ser notada pela indústria do entretenimento. Ela queria que o "grande olho redondo" a visse. Bem, ele a viu. Ela foi iniciada na indústria.

Quando as coisas ficam perigosas em sua pousada, Jesse é convidada a ficar na casa de Ruby... e as coisas ficam ainda mais estranhas. Ela está agora presa dentro de uma casa de elite, e os predadores estão circulando lá dentro.

No início, Ruby tenta forçar Jesse, que 
admite ser virgem, a se relacionar com ela.

Quando Jesse a empurra, Ruby fica nervosa. Se Jesse não pode ser sexo, ela será comida (você se lembra dessa frase acima?). Mas primeiro, Ruby tem que fazer algo rápido.

Na próxima cena, vemos Ruby em seu segundo emprego em um necrotério, onde ela faz maquiagem em cadáveres. Quando ela recebe o corpo de uma jovem mulher, Ruby fica excitada.

Ruby beija e acaricia um corpo morto (sim,
 o filme chega a esse nível) por muito tempo.

Enquanto essa cena perturbadora está acontecendo, outra cena se justapõe a ela.

Enquanto Ruby se entrega a uma
 necrofilia, Jesse se toca sensualmente.

Essa cena irritante se arrasta por muito tempo. Quando Ruby fica excitada e gemendo, os sons se intensificam e percebemos que os cineastas estão realmente tentando fazer essa cena excitante para os telespectadores. É como se eles estivessem realmente interessados ​​nessas coisas e que eles também gostassem.

Depois dessa cena desnecessária, Jesse se veste sem nenhuma razão aparente. Ela se torna o cordeiro sacrificial.

Jesse se veste em um vestido branco, parecendo
 uma jovem prestes a ser sacrificada aos deuses.

Quando Jesse vai para fora, Ruby e suas duas amigas modelos vão atrás dela e a matam.

Sacrifício de sangue. Os cineastas fizeram
 essa cena de morte o mais elegante possível.

Ruby e suas amigas não apenas matam Jesse... elas a consomem. Literalmente.

Ruby está literalmente se banhando com o sangue de Jesse. As duas 
outras modelos também estão encharcadas de sangue no chuveiro.

Após essa cena nauseante, vemos Ruby participando de um ritual estranho sob a lua cheia - o "olho redondo grande". Ela está demonstrando servidão ao Olho que tudo vê.

Ruby se deita no chão, num banho de lua.

Como se para enfatizar a cultura da morte, Ruby é então vista 
deitada sobre onde os restos mortais de Jesse foram enterrados.

Enquanto isso, as outras duas modelos que consumiram Jesse são destaque em um ensaio de alto nível. Aparentemente, o fato de terem comido Jesse lhes conferiu o fator determinante que as torna desejáveis ​​pela indústria novamente. No entanto, durante o ensaio, uma das modelos se sente enjoada.

A modelo não consegue aguentar Jesse dentro dela. Ela
 se esfaqueia no estômago e vomita o globo ocular de Jesse.

A outro modelo pega o globo ocular não digerido.

O que ela faz com o globo ocular? Adivinhe.

Ela come inteirinho!

Então, com um olhar completamente vago em seu rosto, a modelo retorna para o seu ensaio.

Entăo, que diabos aconteceu? Qual é a moral da história?

Bem, "moral" não é realmente uma palavra que se aplica aqui. "Moral" significa "preocupação com os princípios do comportamento correto e errado e com a bondade ou a maldade do caráter humano". Não há "moral" aqui, apenas uma exposição sobre o que é o mundo da moda.

"Demônio de Neon" descreve como a indústria se alimenta de meninas jovens (de preferência muito jovens), prendendo-as em um mundo que não podem escapar. Ele retrata como as pessoas na indústria estão profundamente envolvidas em práticas doentias motivadas por rituais obscuros.

Jesse, uma menina simples de uma cidade pequena, estava cheia da beleza natural e vitalidade que os vampiros de Hollywood sem alma desejam tão desesperadamente. Depois de anos dentro da fossa que é a indústria da moda, toda a humanidade tem sido sugada por eles, deixando-os com anseio de mais sangue jovem.

Almas inocentes ainda não contaminadas pela indústria são atraídas para o "círculo íntimo" para então serem exploradas. Quando elas não podem mais ser usadas, são descartadas. Aqueles que chegam lá na indústria são aqueles que lucram com a exploração - aqueles que "absorvem" a força vital dos outros. Aqueles que chegam lá são aqueles que venderam completamente sua alma e estão dispostos a engolir o globo ocular oculto da elite para continuar.

"Demônio de Neon" é sobre celebrar tudo isso. Literalmente.

A festa da estreia de "Demônio de Neon" apresentou as estrelas comendo 
globos oculares. Atrás delas havia uma pirâmide sem o globo ocular no topo.

Conclusão

Depois de se assistir a "Demônio de Neon", não é surpreendente saber que o filme fracassou na bilheteria. É uma peça promocional indulgente e exagerada, feita pela indústria e para a indústria.

E o filme não tem como objetivo "expor" ou "revelar" nada. Ele apenas tenta fazer tudo parecer legal, moderno e na moda. O que torna esse filme mais perturbador é o fato de que há uma verdade por trás da ficção. As pessoas nos níveis mais altos dessa indústria estão, de fato, mergulhadas em abuso sistemático, exploração e todo tipo de outras práticas repugnantes. Elas são tão protegidas pelo sistema que elas podem fazer filmes sobre essa porcaria e ninguém interrompe sua diversão.

Por que eles estão tão interessados ​​nisso? Bem, uma vez que você engole o globo ocular oculto da elite, ou você fica infectado para sempre... ou você morre.

Fonte: VC

Veja Mais
A Interpretação Oculta do Filme "Cisne Negro"
Filme "American Ultra: Armados e Alucinados" - Outra Tentativa de fazer o MKULTRA parecer Legal


Imagens Simbólicas (novembro & dezembro/16)

[ domingo, 8 de janeiro de 2017 | 7 comentários ]

Lady Gaga na capa da revista Harper's Bazaar escondendo um olho. Embora
 ela tenha assumido uma persona mais serena nessa nova era de sua carreira,
 isso mostra que ela ainda faz parte da mesma indústria que lhe deu fama.

Na capa da revista Rogue, temos Asa Butterfield, o protagonista do filme 
"O Menino do Pijama Listrado", juntando-se ao time dos artistas que fazem
 o sinal do "um olho" e deixando claro que, na verdade, eles fazem parte 
do time dos escravos da indústria.

Nesta foto, Asa Butterfield está recriando o olho dentro do 
triângulo com suas mãos, em ensaio para a revista Schön!

Mesmo ensaio, mesmo simbolismo.

Kelly Osborne também está escondendo um 
olho na capa alternativa da mesma revista.

Jared Padalecki, Jensen Ackles e Misha Collins na mesma 
revista... fazendo o mesmo sinal. Bastante revista Rogue hoje.

A capa da revista L’Officiel mostra o ator Lee Jong Suk 
escondendo um olho, ou será apenas coincidência?

Não, não era apenas coincidência.

Até em videogames somos obrigados a ver isso.

A modelo Asia Argento está se certificando
de que toda sua família está fazendo esse sinal.

A cantora sueca Noonie Bao está se juntando
 também ao time do "um olho" da indústria.

Nesta foto, uma bolha passa acidentalmente sobre o olho direito de Noonie
 Bao. Ué, mas as bolhas não são reais; foram feitas por meio de computação 
gráfica!! Então não foi um acidente!!

Homens podem ser sex-kitten também. Este é Robbie Williams totalmente 
coberto de borboletas (programação monarca). Por alguma razão, ele mostrou
 sua cueca para o público, que continha um felino. Em suma, ele estava 100%
 vestido de um "uniforme" de programação MK Beta Kitten.

Um leitor enviou esta imagem de uma peça de roupa das Lojas 
Marisa. A ordem agora parece fazer o sinal do "um olho".

Este é o anúncio de uma baile de máscaras que aconteceu no Halloween em Detroit. 
Além de o anúncio trazer o simbolismo do "um olho", o nome do baile é mais um tributo
 ao filme de Stanley Kubrik "De Olhos Bem Fechados", que está repleto de referências
 ocultas, veja a análise aqui.

A capa do single "Company" de Tinashe a mostra sentada bem 
debaixo de uma cabeça de carneiro. Sua "companhia" é Baphomet.

O anúncio do filme "Dr. Estranho" traz também o simbolismo do "um
 olho". Além de o filme ser realmente "estranho", ele está recheado de 
simbolismos ocultos e outras referências.

Neste outro anúncio, vemos explicitamente 
o olho, o símbolo favorito da elite oculta.

Na verdade, este é o olho de Agamotto, que o personagem usa em seu 
peito como amuleto. Sempre o olho! Olhe a mão esquerda do personagem!

Jornais em todo o mundo anunciaram um projeto de criação da primeira "nação no 
espaço". Eles dizem que a medida "promoverá a paz, abrirá o acesso às tecnologias espaciais 
oferecerá proteção aos cidadãos do planeta Terra". Isso é ótimo! Mas por que há um olho de Hórus gigante bem nessa representação oficial da nação espacial? Eu acho que a elite 
oculta está querendo encher o saco de toda a galáxia com o sinal do "um olho".

Agradeço a todos que enviaram imagens e outras sugestões em 2016.

Veja Mais
Imagens Simbólicas (setembro & outubro/16)
Imagens Simbólicas (julho & agosto/16)


Medo, Sangue e Sacrifícios Humanos Antes do Solstício

[ sábado, 24 de dezembro de 2016 | 22 comentários ]

O assassinato de um embaixador na Turquia na televisão ao vivo e o ataque a uma feira natalina em Berlim ocorreu em uma época crucial do ano.

No dia 19 de dezembro de 2016, Donald Trump foi oficialmente confirmado o Presidente dos Estados Unidos pelo Colégio Eleitoral. A cobertura midiática desse evento foi, no entanto, acompanhada por ataques que ironicamente confirmam o porquê de ele ser eleito. E esses ataques irão muito provavelmente influenciar as próximas eleições na Alemanha, França e Holanda. Uma mudança drástica no cenário político está por vir e está sendo alimentada pelo medo, derramamento de sangue e rejeição ao globalismo.

O assassinato de um embaixador russo na televisão ao vivo e o ataque violento a uma feira natalina na Alemanha são eventos que não são apenas violentos, mas carregados de intenso simbolismo que choca a mente pública. Se isso foi coincidência ou não, esses eventos ocorreram nas proximidades do solstício de inverno no hemisfério norte; um período que é historicamente propenso a sacrifícios de sangue, visto que é um sábado menor no calendário oculto. Antes do Natal, existia a Saturnália.


"As origens do Natal antecedem o cristianismo durante o feriado pagão Saturnália, que era uma semana de práticas foras da lei, entre 17 de dezembro e 25 de dezembro, que honrava Saturno e incluia sacrifício humano, intoxicação, cantata nudista e estupro. Durante esses sete dias, não havia castigo por quebrar qualquer lei, de acordo com a lei romana." 

- In5d, Esoteric Meaning of Christmas

"Era tradicional oferecer presentes de imitação de fruta (um símbolo da fertilidade), bonecas (simbólicas do costume de sacrifício humano) e velas (que lembram as fogueiras tradicionalmente associadas com as celebrações do solstício pagão). Um rei zombador era escolhido, geralmente de um grupo de escravos ou criminosos, e embora ele tivesse permissão para se comportar de forma desenfreada durante sete dias do festival, ele era geralmente morto no final. A Saturnalia degenerou mais tarde em uma longa semana de algazarra e crime - dando a ascensão ao uso moderno do termo saturnália, significando um período de licença irrestrita para a desordem. 

– Time and Date, “Holidays and Traditions around the December solstice”


No dia 19 de dezembro, o mundo inteiro testemunhou um assassinato ao vivo, um sacrifício cuidadosamente planejado.

O Embaixador Russo

Andrey Karlov, embaixador da Rússia na Turquia, foi morto a tiros na noite de segunda-feira, quando ele fazia um discurso em uma exposição fotográfica. O assassino, identificado como Mert Altintas, era um membro da polícia de Ancara.

Toda a cena era extremamente surreal porque, além da violência, ela estava "visualmente perfeita". Era uma peça definida para a mídia de massa.

O embaixador russo com seu assassino
 de pé atrás dele, momentos antes do tiro. 

Mert Altintas estava atrás do embaixador, vestindo um terno preto elegantemente costurado, que contrastava nitidamente com o imaculado fundo branco adornado com imagens da Rússia. Vários tiros, em seguida, são disparados e o embaixador cai de costas, sem vida. O pistoleiro então anda por perto do corpo, gritando "Allahu Akbar" e "não se esqueça de Aleppo", até que a polícia finalmente consegue alcançá-lo e atirar nele. 

Quando analisamos essa cena surreal, surge uma pergunta: como isso foi permitido acontecer? Como é que esse policial de 22 anos de idade era a única pessoa que estava por trás de Karlov todo esse tempo? Os relatórios agora estão dizendo que o atirador recusou-se a passar pela verificação de segurança.




"O oficial de polícia, fora de serviço, que assassinou o embaixador da Rússia na Turquia se recusou a passar por uma verificação de segurança de raios-X antes do tiroteio - mas foi deixado entrar no evento de qualquer maneira, de acordo com um relatório. 

O Hurriyet Daily News informou terça-feira que o assassino, Mevlüt Mert Altintas, simplesmente mostrou sua identidade policial para entrar no Centro de Artes Contemporâneas de Ancara - onde o embaixador russo Andrey Karlov estava programado para falar numa exposição de fotos." 

– Daily News, Assassin of Turkey’s Russian ambassador refused security check before ambushing event


Além disso, todos os sinais apontam para o ataque ter sido ordenado de cima, sendo Mert Altintas o bode-expiatório proverbial.


"Tinha sido determinado terça-feira se Altintas, 22, era parte de um plano mais amplo para pegar o embaixador russo. Mas um alto funcionário turco disse à Associated Press que Altintas provavelmente não agiu sozinho. O funcionário, falando anonimamente, chamou o assassinato de "totalmente profissional, não uma ação de um só homem". 

- Ibid.


Autoridades turcas suspeitam que Altintas estava sob a influência de Fetullah Gulen, um pregador turco que está atualmente na Pensilvânia, Estados Unidos. Ele é suspeito de ser um agente da CIA realizando operações destinadas a desestabilizar o governo de Erdogan.

Embora algumas pessoas tenham comparado esse evento e o assassinato que levou à Primeira Guerra Mundial, é pouco provável que esse homicídio vá causar mudanças significativas. Provavelmente irá justificar o envolvimento russo-turco na Síria.

Ataque em Berlim

O caminhão usado para conduzir o ataque com decorações 
de Natal presas no pára-brisa. Infelizmente simbólico.

Na mesma época em que o assassinato ocorreu na Turquia, um horrível ataque ocorreu em Berlim, matando 12 pessoas e  ferindo 48 outras.


"O que as autoridades podem dizer com certeza é que um caminhão com placas polonesas e carregado com varas de aço saltou sobre uma calçada, por volta de oito horas da segunda-feira, e entrou no mercado perto da Igreja Memorial Kaiser Wilhelm, um lugar simbólico de Berlim, cujo pináculo ficou daquela forma devido à explosão de uma bomba e foi intencionalmente deixado sem reparos após a Segunda Guerra Mundial."

– NY Times, Berlin Christmas Market Was Target of Terrorist Attack, Angela Merkel Says


Esse evento também foi carregado de significado simbólico. Não se tratava simplesmente de matar pessoas, era um ataque à cultura, à história e à tradição alemã. Mercados natalinos são uma tradição alemã originária da Idade Média, onde os moradores compram várias coisas, enquanto entram no espírito natalino. O mercado que foi atacado está situado perto da Igreja Kaiser Wilheml Memorial, um pedaço simbólico da história alemã. 

O caminhão e os destroços ao pé da Igreja. Embora nem todos os alemães
 sejam religiosos, o edifício ainda é um pedaço da história local.

Esse ataque sangrento é, portanto, feito sob medida para irritar a população alemã que tem que testemunhar uma tradição amada sendo transformada em um banho de sangue por terroristas. Essa raiva pode muito bem se traduzir em votos contra Merkel (e sua política de porta aberta para os refugiados) nas próximas eleições. Também pode influenciar as eleições francesas, onde Le Pen está ganhando força.

O suspeito de ter executado o atentado em Berlim, na Alemanha foi morto na madrugada do dia 23 nos arredores de Milão, na Itália. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque (como sempre). No entanto, não importa quem finalmente tenha feito isso, pois os perdedores finais serão os cidadãos que terão que sofrer com mais escrutínio, monitoramento e vigilância para justificar mais "segurança". O lema da elite é Ordo Ab Chao (Ordem a partir do Caos), e a política de Merkel trouxe para a Alemanha grande caos. Agora as pessoas anseiam pela ordem. E essa ordem pode vir a um preço terrível. 

Conclusão

Os dois eventos descritos acima não eram apenas para matar pessoas. Eram para enviar uma mensagem. Eles estavam carregados ​​de significado simbólico e foram feitos para a mídia de massa e redes sociais.

Esses eventos ocorreram em um momento sensível do ano, o solstício de inverno, um sábado menor, historicamente celebrado com sacrifício humano. Se essa data foi intencionalmente selecionada ou não, o mundo inteiro foi forçado a testemunhar um assassinato planejado, um sacrifício ritualístico realizado metodicamente quando o assassino gritava "Deus é Grande".

Fonte: VC

Veja Mais
Fim de Abril: Época de Sacrifício Humano
Crianças descrevem Abuso Sexual e Sacrifício Satânico