That Poppy: Uma Youtuber Sobre Controle Mental Illuminati

segunda-feira, 3 de abril de 2017 Leave a Comment

O canal do YouTube de um artista chamada That Poppy tem confundido seus inscritos durante anos. Por trás da estranheza de seus vídeos há uma história perturbadora: o controle mental de uma jovem estrela pop.

Depois de receber vários e-mails solicitando análise em That Poppy, eu sentei e passei por mais de 70 vídeos em seu canal no YouTube. A experiência foi, para dizer o mínimo, perplexa. Passar mais de alguns minutos assistindo a essa menina falando com um tom infantil e robótico, repetindo palavras e frases específicas rapidamente o leva a pensar: "O que estou fazendo com a minha vida?" e "Eu deveria estar fazendo algo melhor agora".

Mas That Poppy não é uma personalidade aleatória do YouTube que está simplesmente sendo "aleatória". Ela é uma artista de música que assinou com a Island Records (propriedade da Universal). Seus singles "Lowlife" e "Money" foram fortemente promovidos pela gravadora e obtiveram airplay significativo no rádio e na TV .

Embora seu canal oficial VEVO contém os poucos vídeos musicais que ela lançou na Island Records, That Poppy também aparece em um canal separado do YouTube, onde vídeos bizarros e absurdos são carregados regularmente. Por exemplo, este vídeo mostra That Poppy repetindo "I'm Poppy" por mais de 4 minutos.

Muitos desses vídeos curtos parecem satirizar estrelas do YouTube que tagarelam sobre coisas estranhas, implorando por curtidas, comentários e inscritos e usam sua fama para vender seus produtos. Mas, à medida que os vídeos progridem, os temas associados ao controle mental monarca e à elite oculta satânica começam a surgir. Através de pistas sutis salpicadas ao longo de seus vídeos, vemos That Poppy sendo introduzida para o lado negro da indústria... e a humanidade sendo sugada dela. Sua voz robótica e a repetição constante de palavras-chaves específicas são reminiscentes das práticas de programação neurolinguística (PNL), fazendo com que os espectadores do YouTube instintivamente perguntem "Estou recebendo lavagem cerebral por aquela menina?".

O que torna esses vídeos ainda mais perturbadores é que eles estão ficando cada vez mais obscuros à medida que That Poppy entra mais a fundo na indústria.

Vejamos os temas mais importantes de seus vídeos - que são os temas favoritos da indústria do entretenimento. Claro, eu não vou passar por todos os 70 vídeos, porque isso seria INSANO... a mesma coisa  de se fazer um vídeo de 30 minutos de uma menina tocando um xilofone minúsculo.

Controle Mental

Em seus primeiros vídeos, That Poppy era um pouco mais "humana", expressiva, e falava sobre música e sobre ser uma artista. Depois, símbolos do controle mental apareceram em seus vídeos e as coisas ficaram mais sombrias.

Em My Telephone Is Not Plugged In, That Poppy fala em um telefone que não está claramente conectado, um símbolo clássico em controle mental monarca, representando um escravo controlado por um manipulador.

"Olá, meu telefone não está conectado".

Poppy então diz:

"Eu preciso ser uma nova pessoa. Eu preciso mudar minhas roupas".

Essa é uma referência para o objetivo final da programação monarca: criar um novo alter-persona controlado por um manipulador.

No vídeo 3:36, That Poppy fica obcecada pelo número 3:36.

That Poppy olha para o relógio dela e continua repetindo "São 3:36"
 e "3 + 6 = 6". Ela estava programada para reagir a esse número. 
Esse número se tornará mais relevante mais tarde.

Em Am I OK?, That Poppy alude novamente ao processo de criação de um alter persona MK-ULTRA. Ela diz:

"Você já desejou poder se reiniciar? E se você pudesse se reiniciar como um computador?"

O vídeo termina com ela dizendo:

"Eu acredito que tudo vai ficar bem."

Então seu nariz começa a sangrar.

Seu sangramento no nariz dá dica para o fato de que nada
 está bem e que ela está sendo programada para repetir frases 
como "Tudo vai ficar bem" e "Não se preocupe com isso".

Em They Have Taken Control, as coisas tornam-se explícitas.

Poppy parece completamente fora de si. 
Ela usa um suéter com temas de arco-íris.

Escravos MK são incentivados a irem "além do arco-íris" para a dissociação quando eles estão sendo programados. No fundo, uma voz robótica diz:

"Você vai prometer lealdade a Poppy. Você fará tudo que Poppy diz".

O vídeo termina com a voz do robô dizendo:

"Prepare-se para a sequência de programação 2... Programação concluída".

Claro, o título desse vídeo "Eles tomaram o controle" explica tudo.

O vídeo a seguir, intitulado Oh No!, retrata o resultado da programação.

Uma segunda That Poppy aparece. A 
primeira começa a sangrar pela boca. 

A segunda That Poppy representa a criação de um alter-persona MK. O fato de a primeira sangrar pela boca indica o trauma e abuso sofrido durante a programação. O sangue também liga a história de That Poppy com uma artista que misteriosamente desapareceu de cena: Mars.

Mars Argo e Titanic Sinclair

Entre 2009 e 2015, a banda Mars Argo lançou algumas músicas, alguns vídeos virais e desfrutou de alguns rumores online. A dupla consistia na cantora Mars que, como That Poppy, era uma jovem cantora loira, e Titanic Sinclar, o "mestre" por trás de tudo isso.

Mars Argo.

A carreira de Mars, no entanto, teve uma parada quando a banda dissolveu-se e vários vídeos foram excluídos da internet. Um vídeo assustador dela continua desaparecendo e reaparecendo, onde ela fala por uma webcam e faz coisas estranhas.

Em um ponto, ela aponta uma arma para sua 
cabeça dizendo: "Qual é o sentido de tudo isso?". 

Então ela começa a dizer "eu só queria 
tudo" e sangue derrama de sua boca. 

No final do vídeo, algo é dito em sentido inverso. Quando não invertido, ouvimos: 

"Se você quer tudo, você não pode ser distraído pela ilusão que você criou. Somente quando sua mente está em silêncio você pode ver claro o suficiente para desfrutar de sua vida e esquecer seus desejos. Seus desejos são irrelevantes". 

Fato interessante, esse vídeo dura exatamente 3:36 - o horário que Poppy fica obcecada.

Desde esse vídeo, Mars basicamente desapareceu da internet, fazendo com que muitos seguidores perguntassem "Onde está Mars?" e fomentassem rumores de que ela fugiu... ou estava morta.

Desde então, Titanic Sinclair tornou-se o homem por trás de That Poppy. De muitas maneiras, ela é a continuação de Mars, outra fantoche pela qual Titanic Sinclair promove sua visão. Será que Mars desapareceu depois de ficar muito perto do lado negro do controle mental? Bem, não importa o que possa ser, That Poppy está também envolvia nisso. O vídeo onde o sangue sai de sua boca a liga diretamente a Mars.

De volta para os vídeos de That Poppy. 

Controle Mental Profundo 

Em Sunglasses, o discurso de Poppy é interrompido por uma falha bizarra MK. Em um ponto ela diz:

"Minha parte favorita sobre meus óculos de sol é que eles me permitem ver coisas que normalmente não estão lá."

Quando That Poppy coloca seus óculos de sol, vemos Titanic 
Sinclair no reflexo... vestindo uma máscara branca assustadora?

Com esse olhar, nós compreendemos que Titanic Sinclair é o manipulador de controle mental e That Poppy é a escrava MK.

À medida que os vídeos progridem, That Poppy se transforma em um robô cada vez mais sem vida que está claramente sob o controle de pessoas sombrias.

Em Charlotte Interviews Poppy, That Poppy responde a perguntas feitas por Charlotte, uma jornalista (ou algo assim) atuada por um manequim.

No simbolismo MK, os manequins representam escravos programados.
 Charlotte termina obcecada com That Poppy e querendo tomar seu lugar.

A entrevistadora notou uma mudança em That Poppy, que coincide com seus eventos relacionados ao MK. Charlotte pergunta:

"Tenho problemas em entender seus vídeos ultimamente. Está tudo bem?"

That Poppy responde roboticamente:

"Eu amo meus fãs, minha gravadora e meu manipulador."

"Manipulador" é um termo usado no controle mental para descrever a pessoa encarregada da programação MK.

Quando Charlotte pergunta:

"Poppy, eu quero saber o que está acontecendo".

That Poppy responde:

"Eu adoraria te contar. Mas você não está pronta para a verdade".

Em vídeos subsequentes, vemos várias indícios de que ela está sob controle mental, pois ela pergunta a alguém fora da câmera "o que você quer que eu diga", ela está sob a influência de drogas (que são usadas ​​por manipuladores para programar seus escravos) e até mesmo recebe ameaças de morte.

Em Step 1, That Poppy guia os espectadores enquanto eles estão aparentemente recebendo uma lavagem cerebral por frequências de som. Em suma, essa escrava MK está sendo usada para programar seus próprios fãs - não ao contrário de estrelas na indústria do entretenimento.

Em Certain Words, That Poppy alude a um conceito importante no controle mental  monarca: o uso de palavras-chaves. That Poppy diz:

"Você já foi acionado por uma palavra?"

Ela diz mais tarde:

"Talvez um dia, quando eu for uma verdadeira garota, eu serei uma verdadeira artista".

Ela transmite a ideia de que ela é um robô programado para responder a palavras-chaves específicas.

Em What Do Dreams Feel Like, That Poppy diz:

"Eu tive um sonho onde eu poderia respirar pela primeira vez. Meu sol estava nos meus olhos e é tão bom".

Como em muitos outros vídeos, That Poppy parece estar aludindo ao fato de que ela está presa e aprisionada por pessoas sombrias - como um escravo MK. Outro fato estranho sobre esse vídeo: seus tornozelos parecem estar feridos.

Seus tornozelos machucados são uma sutil referência
 ao trauma e tortura da programação Monarca? 

Em My Past, That Poppy diz que ela não se lembra muito do seu passado - da mesma forma que os escravos que receberam lavagem cerebral perdem sua personalidade básica e se tornam "listas em branco".

"Meu passado está cheio de mistério e confusão. Às vezes eu penso sobre o meu passado e vejo tudo nebuloso... quase como se não existisse. Se meu passado não existe, isso significa que eu não existo?"

Portanto, um grande número de vídeos de That Poppy aludem direta ou indiretamente a conceitos específicos de controle mental. Os vídeos também estão cheios de simbolismo associado ao controle mental monarca. Aqui estão alguns deles.

Em "Butterflies", That Poppy continua se perguntando "Aonde as borboletas vão?", 
enquanto há adesivos de borboleta em seu rosto. As borboletas são usadas pela elite 
oculta para representar o controle mental monarca porque a monarca é um tipo
 de borboleta.

Vários vídeos apresentam That Poppy escondendo um olho, ou seja, 
fazendo o sinal do "um olho", indicando que ela é uma escrava da
 indústria. Neste print, a coisa que ela está segurando é uma droga.

Muitos equipamentos e acessórios usados ​​por 
That Poppy mostram olhos e globos oculares - mais uma
 vez indicando que ela é controlada pela elite oculta.

Se você leu outros artigos neste blog, você reconheceu provavelmente todos esses símbolos que são tidos como "símbolos de controle mental Illuminati". Outros vídeos de That Poppy se referem a outro aspecto da indústria: um satanismo sutil.

Satanismo Sutil

Vários vídeos aludem a religião, magia negra, rituais e satanismo.

Em A Microphone, That Poppy diz palavras em um microfone que produz um eco bizarro.

Há um globo ocular em sua cabeça.

Ela diz:

"Minha parte favorita da Monster Energy Drink é o logotipo."

Ela provavelmente se refere à popular "conspiração" sobre o logotipo da Monster que significaria 666 em hebraico.


Logotipo da bebida energética Monster = 666. 

Ela então faz perguntas aos espectadores e aguarda a resposta (como se ela fosse Dora, a aventureira):

"O que mais podemos dizer?... ooo Eu gosto disso... do diabo.

Ela gosta do diabo.

Em Pink Outfit, That Poppy diz:

"Alguém me deu essa roupa rosa para vestir. É muito confortável e me sinto bem nela."

Ela então repete "roupa rosa" e outras frases várias vezes, no que parece ser PNL (programação neuro-linguística) que dá a sensação de que o espectador está recebendo uma lavagem cerebral. Quando a câmera a mostra de corpo inteiro, ela diz:

"Por favor, admire minha roupa rosa."

Quando então vemos toda a roupa.

No vestido, há um contorno de uma cruz invertida - um símbolo do satanismo. 
O vestido cor-de-rosa transformou-a em uma cruz invertida de tamanho natural... 
e ela quer que seus espectadores a admirem.

Em Poppy Reads the Bible, That Poppy segura um microfone e lê a Bíblia por um bom tempo.

That Poppy lê a Bíblia por 49 minutos, sem uma única pausa.

Não há nada de "religioso" sobre a leitura da Bíblia de Poppy. Enquanto ela luta para ler palavras raras, nomes e frases da Bíblia em sua voz robótica, o processo se torna um exercício de absurdo. À medida que os minutos passam e That Poppy fica cansada de ler, sente-se um elemento bizarro de voyeurismo acontecendo, como se estivesse assistindo a um filme snuff suave, onde a leitura da Bíblia por um longo período de tempo é a tortura de escolha.

Em suma, vários vídeos de That Poppy incorporam sutis, mas claras referências ao satanismo. Na programação monarca, rituais  e imagens satânicas são usadas ​​para corromper e traumatizar escravos. Sabendo que ela está sendo dirigida por Satanic Sinclair - desculpe-me, eu quis dizer Titanic Sinclair - entendemos que ela é uma escrava MK que é forçada a celebrar o "lado negro" como parte de sua programação. Em alguns de seus vídeos, ela diz que quer escapar, mas isso nunca acontece.

Esse outro canal "oficial" do YouTube de That Poppy apresenta alguns vídeos musicais. Seu simbolismo é bastante claro: é tudo sobre ela sendo um escrava da indústria.

Lowlife

O maior sucesso de That Poppy, intitulado "Lowlife", é um tributo bastante claro para a indústria Illuminati.

A primeira cena do vídeo apresenta That Poppy sentada em uma
 cadeira, fazendo o sinal com a mão "Como acima, assim abaixo".

A cena é uma referência clara a 
Baphomet - o símbolo favorito da elite oculta.

That Poppy então se diverte com o próprio diabo.

Ao longo do vídeo, o diabo, pintado
 de vermelho, segue That Poppy. 

Ele senta com ela enquanto ela come... ossos 
humanos? Observe os olhos em seu vestido. 

Então That Poppy faz coisas que se espera dela como uma 
estrela pop, como assinar pôsteres de fãs com tinta (vermelha
 como o diabo) e festejar com uma limusine.

Considerando o vídeo e o contexto geral de tudo sobre That Poppy, a letra da canção assume um significado específico. A música é sobre a indústria Illuminati assumir controle sobre ela, que não poderia fazer nada por conta própria.

Velha mala, partida limpa
Eu sou o único que toma a culpa novamente
Novo dia, mas as mesmas linhas,
Eu sinto como uma vítima do sinal de dólar

Todos esses anos sozinha
Lutar a minha luta sozinha
Até que você veio, você não sabe
Você não sabe

Baby, você é o destaque da minha vida baixa
Tome um dia de merda e faça tudo bem, sim, tudo bem
Oh, em todas as circunstâncias
Sim, você faz a diferença
Baby, você é o destaque da minha vida baixa, vida baixa

Nessa letra, That Poppy fala sobre a procura de dinheiro e a indústria (representada pelo diabo) "fazer a diferença". O próximo verso é bastante desconcertante, pois parece se referir ao abuso.

Esse mau gosto, essas dores de cabeça
Acorde no chão novamente, ah, sim
Meu vestido rasgado, esse teste falhou
Logo eles serão apagados

Será que esse verso se refere ao trauma que será "apagado" através da dissociação?

Conclusão 

That Poppy tem ganhado um número cada vez maior de seguidores durante anos, levando a todos os tipos de "teorias" tentando explicar o que diabos está acontecendo. Tentar interpretar cada "pista" colocada nesses vídeos pode se tornar uma tarefa desnecessariamente demorada, no entanto, como visto acima, uma clara tendência transpira disso tudo. Através do absurdo, dos comentários sociais e da estranheza geral desses vídeos, encontramos o tema recorrente do controle mental Illuminati - a fórmula testada e verdadeira para transformar uma jovem estrela em uma fantoche que recebeu lavagem cerebral que, por sua vez, está sendo usada para fazer lavagem cerebral em seus fãs.

Dito isso, será que That Poppy está realmente sob controle mental ou é tudo uma grande atuação? Será que Titanic Sinclair é um manipulador MK real ou ele está simplesmente brincando de "conspiração"? Estamos testemunhando controle mental real ou uma estratégia de marketing inteligente? Difícil de dizer. Uma coisa é certa, That Poppy está realmente ligada a uma gravadora de alto nível, onde as pessoas não brincam. Além disso, e mais importante, That Poppy é outra prova de que isso é basicamente o único tipo de mensagem e simbolismo que são permitidos serem associados a ela, e a maior parte da cultura pop. Eles querem que esse simbolismo de controle mental Illuminati seja legal, viral, moderno, experimental e assim por diante. Embora alguns possam ver That Poppy como algo inovador, ela está só repetindo a mesma história que estava sendo contada por "Umbrella", de Rihanna, há 10 anos - e por inúmeros outros mais tarde. A única coisa que mudou é o tom geral e o formato de entrega que foi adaptado aos hábitos de visualização dos jovens de hoje que amam vídeos curtos, virais e absurdos. No entanto, no final, a mensagem é a mesma: os Illuminati são comemorados como o destaque desses artistas... até que a elite termine com eles.

Fonte: VC

Veja Mais
Ladies' Code "Galaxy" está celebrando a Morte de Dois Membros do Grupo?
A-Jax e Ladies' Code: Dois Exemplos Flagrantes da Cultura de Controle Mental no K-Pop



18 comentários »

  • Metaniveis said:  

    Ótima análise. A única observação é em relação à PNL. Não se usa voz monótona, isso é coisa de hipnose tradicional, basta ver os vídeos do Richard Bandler, um dos "criadores".
    Além disso, PNL (que em inglês, NLP, é Neuro linguistic programming)foi criada mais como um modo de desprogramar, reprogramar do que criar escravos. As técnicas inclusive, são claramente para romper bloqueios, dar escolhas.

  • Anônimo said:  

    Alguém lembrou da marina joyce ? História mal contada da família depois da repercussão.

  • Anônimo said:  

    Assustadoramente essa menina se parece com Dove Cameron, atriz e cantora da Disney.
    Além de atuar numa série, Dove tinha um canal de música na Vevo junto com seu "namorado" Ryan: The Girl and the Dreamcatcher. Esse ano eles terminaram e como os fans ainda shipavam eles, Dove disse em um Twitter: Ele não era bom comigo (ou algo do tipo, não me lembro bem). Logo pensei se ele não era o manipulador dela. Em algumas sessões de fotos juntos e eventos da TV ela parece triste perto dele. Já no canal da VEVO eles parecem um feliz casal.
    Agora lendo sobre essa Poppy e sobre essa Mars que sumiu ou morreu, muita coisa fez sentido.

  • Anônimo said:  

    Sem contar com uma das cenas mais repugnantes do clipe, em que ela está sentada na mesa com o diabo e esse olha pra ela com cara de tarado e simula sexo oral com uma banana enquanto ela olha com cara de nojo.

  • Anônimo said:  

    Eis minha conclusão.
    Não acho que That Poppy seja parte do illuminati muito menos Titanic Sinclair, mas adorariam ser.
    Sinclair fazia músicas normais quando com Mars Argo, e o conteúdo dos dois não era pró-nwo, mas acho que por conta de diferentes opiniões no projeto musical os dois terminaram. Eu li em uma entrevista que um dos objetivos do Mars Argo era tirar sarro com a cultura pop, mas Sinclair tinha uma ideia muito maos radical à respeito do projeto, queria controlar toda a produção e estava muito submerso na expressão artística do seu personagem. Então ele encontrou Moriah Pereira, uma garota com talento que estava disposta a dar tudo de si nesse projeto. Vejo That Poppy como um projeto provocativo, eles estão tentando expor o mundo dos famosos numa sátira. Sinclair é um gênio do marketing em minha opinião, fazendo todos se voltarem à Poppy em um conteúdo 'perturbador' que chega ser viciante pois todos querem saber quem é a Poppy de verdade, já que mesmo em entrevistas ela age como seu alter-ego. Acho que os dois estão se aproveitando desse burburinho pra conseguir alcançar atenção e cativar o público, só isso. Posso estar errada.

  • Priscila García said:  

    Como as pessoas podem adorar algo assim, mesmo se não tivesse conhecimento nenhum sobre os Iluminatis, acharia isso muito estranho. O comportamento. Assustador.

  • Anônimo said:  

    Você vai fazer um tópico sobre O caso do menino no Acre,não vai?

  • Letícia Barzzíc said:  

    Oi dani, sei que sua espicialidade são os artistas estrageiros com mentes controladas e os illuminati. Mas acredito eu que com certeza ficou sabendo do rapaz no acre que sumiu e deixou muitos livros e muitas coisas escritas e até uma estatua. Você poderia trazer pra nós??? Obg

  • Anônimo said:  

    ou é so uma coisa boba, fingindo ser complicada pra ganhar acesso

  • Viviane Freitas said:  

    Danizudo vc poderia falar sobre Marina Joyce tbm, e fazer análises sobre filmes. Vi aqui no seu blog vc comentar sobre a série Desventuras em Série, vc poderia fazer uma análise sobre o filme com o mesmo nome que tem Jim Carrey entre outros atores conhecidos

  • Viviane Freitas said:  

    Danizudo vc poderia falar sobre Marina Joyce tbm, e fazer análises sobre filmes. Vi aqui no seu blog vc comentar sobre a série Desventuras em Série, vc poderia fazer uma análise sobre o filme com o mesmo nome que tem Jim Carrey entre outros atores conhecidos

  • Lousie said:  

    Acabei de conhecer essa garota e eu fico imaginando se essas pessoas controladas tem família. O que um pai, por exemplo, deve pensar de sua filha ter voltado diferente para casa. Ter transformado o visual e a personalidade e só abre a boca para falar como se fosse um mísero robô.

  • Anônimo said:  

    Eu acho que essa coisa de Illuminati, ocultismo, de que o diabo estaria por trás de tudo isso, não passa de interpretação errada. É bem capaz dessa youtuber assumir esse formato de vídeo exatamente como uma sátira aos que acreditam nessas coisas. A Madonna é uma que zomba de teorias conspiratórias. E, aliás, tem tanta religião no mundo, porque logo a cristã é a "verdadeira"?

    (Duvido tu manteres esse comentário aqui)

  • Raphael Oliveira said:  

    Danizudo, ao pesquisar mais sobre a banda Mars Argo e encontrei um site que tem muitas boas informações, lá menciona alguns nomes como Moriah Pereira que é o nome verdadeiro da Poppy, que tem um canal no youtube Moriah Mixter com um vídeo que chama Cemetery e a legenda é: It all begins at 3:36. "Curioso não?" Imagem reversa com filtro azul e sons estranhos de pessoas em um cimitério e o mais curioso, uma moça de branco que lembra muito a Poppy. Em um video entitulado LoveEveryOne é a Mars Argo quem aparece com o rosto borrado mas em varios momentos o borrado some e aparece nitidamente o rosto da Mars, e a legenda é I really wish we could all reboot. "Woool como assim novamente essa frase né?". O site meryhisdead também do blogspot tem uma matéria muito muito boa com muitas informações que pode alimentar mais ainda esta postagem.

  • Unknown said:  

    Danizudo, Excelente matéria.

    Só uma correção,no vídeo em que ela está lendo a bíblia, ela está sendo Masturbada. Uma alusão a alguns canais de youtube que promovem esse tipo de prática com leitura de outros livros.

    Tecnicamente, o sentido é velho de sempre: Profanação e Satanismo Sutil.

  • Caio Ferreira said:  

    Essa moça tem os cabelos e os traços da Marilyn Monroe. Impressionante como são parecidas.

  • Anônimo said:  

    Interessante é o código fonte do site impoppy. Há o desenho da pirâmide com o olho que tudo vê juntamente com a frase: POPPY KNOWS ALL. E há também outra frase que aparece entre os códigos da janela pop up: real people should not fill this in and expect good things.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.