,

Katy Perry é Acusada de Bruxaria por Freiras do Convento que Ela comprou

domingo, 19 de março de 2017 33 comentários

Duas freiras que se opuseram veementemente a Katy Perry comprar seu ex-convento a acusaram de bruxaria e de "vender sua alma ao diabo". Elas de fato não querem que Katy se mude para lá.

A cantora, cujo último single foi sobre pessoas vivendo "muito confortáveis ​​em sua bolha", tem tentado comprar, nos últimos dois anos, um gigantesco convento em Los Feliz, Los Angeles. Perry fez uma oferta de US$ 14,5 milhões para comprar a propriedade de oito acres, mas cinco freiras que mantêm a propriedade lutaram com unhas e dentes para parar o negócio. O juiz finalmente tomou partido a favor de Katy, que provavelmente irá se mudar para a propriedade depois que a transação for aprovada pelo Vaticano.

A propriedade é mantida pela Irmã Rita Callanan, 78, e pela Irmã Rose Catherine Holzman, 86, que pertencem à Ordem do Imaculado Coração da Bem-Aventurada Virgem Maria. A irmã Callanan declarou que "não ficaria muito feliz se Katy Perry tomasse a propriedade, acrescentando: "Eu não gosto do estilo de vida de Katy Perry".

Irmã Rose Catherine Holzman, (à esquerda) e Irmã Rita Callanan
 no convento que está prestes a ser comprado por Katy Perry.

Em meio à batalha judicial, as freiras têm sido extremamente abertas sobre sua oposição à venda, até mesmo chamando Katy de "nojenta" e insinuando que ela iria profanar as terras sagradas do convento. Em uma entrevista para o Daily Mail, as freiras explicaram o momento em que confrontaram Katy Perry sobre a venda de sua alma para o diabo e muito mais.


Recordando uma reunião que as irmãs tiveram com a cantora, a irmã Callanan disse: Ela trouxe sua mãe Mary para a reunião e eu pensei: "Oh, Deus nos ajude."

Katy Perry estava vestida muito bem e disse: "Eu tenho esta tatuagem no meu pulso escrita Jesus".  

E eu queria dizer, "sim e qual é outra a tatuagem atrás de você?"

A freira também perguntou Katy sobre as observações que ela tinha feito sobre "vender sua alma para o diabo" quando ela se mudou da música cristã para o pop mainstream.


A freira provavelmente estava se referindo ao seguinte vídeo (que também foi apresentado no meu artigo Katy Perry - "vendi minha alma ao diabo"), onde Katy fala sobre seu passado cristão e como vendeu sua alma para o diabo.


Quando Callan perguntou o que queria fazer com sua vida, Katy teria respondido:


"Bem, eu não sei, é por isso que eu quero essa propriedade, porque eu quero descer, sentar e beber chá verde e ir para o jardim e apenas meditar."

A irmã Callanan disse: Eu só pensei "meu Deus".

Ela revelou que também perguntou a Katy sobre sua visita a Salém, que é sinônimo de feitiçaria: Eu perguntei a ela: "você mexe com feitiçaria, você foi para Salém."

Ela olhou para uma das pessoas que estava com ela e perguntou: "Eu fui para Salém, eu estive em Salém?

Eu disse: "Até parece, você não sabia que esteve em Salém em uma coisa de feitiçaria.Você não se lembra? Isso ficaria guardado na mente. Eu li, essa informação estava incorreta?"

"Sinto muito, mas eu não estou envolvida em feitiçaria e eu não estou envolvida com pessoas que estão na feitiçaria."

"Isso me perturba, e essa foi a nossa casa-mãe e nossa casa de retiro e é uma terra sagrada". 

- Ibid


Katy Perry no evento das bruxas de Salém em 2014.

No Grammy 2014, Katy Perry interpretou o papel de uma 
bruxa sendo queimada na estaca enquanto uma figura de chifres 

Por que Katy Perry precisa comprar essa propriedade específica a qualquer custo? Provavelmente porque ela tem um passado bastante obscuro.

Uma História Obscura


A propriedade foi construída originalmente em 1927 para o empreendedor Earle Anthony. Foi então vendida em 1961 ao filantropo católico Sir Daniel Donohue. Logo depois, seu filho cometeu suicídio na propriedade.

Em 1969, os seguidores de Manson chacinaram o casal Leno e Rosemary LaBianca em sua casa adjacente à propriedade. 

O casal foi esfaqueado dezenas de vezes de uma maneira ritualística. Leno LaBianca recebeu 14 golpes puncionados com uma forquilha de escultura de duas mãos, que foi deixada saindo fora de seu estômago. Uma faca também foi plantada em sua garganta. Os seguidores de Manson escreveram "Rise" e "Death to pigs" nas paredes e "Helter Skelter" na porta da geladeira, todos no sangue de LaBianca. Esses eventos ocorreram no dia seguinte ao assassinato infame de Sharon Tate (mulher grávida de Roman Polanski) pela "família" de Manson (leia meu artigo sobre isso aqui).


Em agosto de 1969, uma noite após o assassinato de Sharon Tate e outros seguidores de Charles Manson, Leno e Rosemary LaBianca também foram massacrados pela família Manson - e a frase ortograficamente errada "Healter Skelter" foi escrita em sangue num refrigerador - numa casa que fica ao lado da propriedade das freiras." 

– NY Times, 2 Nuns, a Developer and Katy Perry Walk Into a Real Estate Deal


Charles Manson foi um produto do programa MKULTRA. Ele foi descrito por Fritz Springmeier como "um escravo Monarca e um manipulador". Seus programadores sabiam antecipadamente quais seriam os próximos alvos. Ele foi basicamente usado pela elite para realizar assassinatos ritualísticos. Manson teria sido programado usando músicas dos Beatles (o próprio Manson afirmou que a música "Helter Skelter" continha mensagens escondidas destinadas à sua família).


"As matanças de Manson foram executadas de acordo com o ritual antigo com vendas nos olhos e "cordas da iniciação" em torno dos pescoços dos sacrifícios. (...)

O que estamos testemunhando na vigília da promulgação pública desses psicodramas alquímicos, cujas consequências espirituais para a humanidade são muito mais importantes do que a maioria já adivinhou, é um processo de iniciação oculta global".

– Michael, A. Hoffman, Secret Societies and Psychological Warfare


Toda a saga de Manson estava profundamente interligada com a indústria satânica da elite oculta.


"Os assassinatos atribuídos ao Filho de Sam, a Família Manson, e muitas outras mortes interconectadas (incluindo possivelmente os assassinatos do Zodíaco) não eram o que pareciam ser. Enquanto esses assassinatos pareciam ser o trabalho aleatório de assassinos em série/massa, na verdade eram contratos realizados para fins específicos por uma rede interligada de cultos satânicos... Em outras palavras, esses foram alvos profissionais orquestrados e disfarçados para parecer o trabalho de outro "assassino em série maluco". 

– David McGowan, “There’s Something About Henry”


Então, essa é a propriedade que Katy Perry vem tentando comprar nos últimos dois anos. Será que é na verdade o lugar perfeito para beber "chá verde e meditar" ... ou realizar rituais de magia negra?

Fonte: VC

Veja Mais

Imagens Simbólicas (janeiro & fevereiro/17)

segunda-feira, 6 de março de 2017 49 comentários

Madonna em ensaio para a revista Harper's Bazaar... começando o ano
 fazendo o sinal do "um olho" e agradecendo à elite por ser tão popular.

No mesmo ensaio, Madonna esconde um olho. Note 
tecido com estampa felina em que ela está deitada.

Prostrada sobre um piso preto e branco.

Vários rostos aludindo a várias personas...

Fazendo o mesmo sinal de novo, agora na capa da revista 
Vogue. Por que é tão necessário que artistas façam isso 
nessas mesmas revistas todos os meses?

 Todos os meses, várias capas de revistas no mundo celebram 
o símbolo da elite oculta fazendo alusão ao "um olho". Esta 
capa de revista é da Harper's Bazzar Alemanha.

 Japão.

 Nicole Kidman... EUA.

 Noruega

 Cingapura.

Espanha.

Cantora Kelsea Ballerini na revista Billboard.

Avon Reino Unido usando crianças 
para celebrar o símbolo da elite oculta.

A capa da autobiografia do jogador de futebol Claudio Marchisio apresenta-o 
fazendo o sinal do "um olho". O número de capas de livros com celebridades 
fazendo esse sinal está se tornando ridículo a cada ano que passa também.

 O simbolismo do Olho que tudo vê tomou conta das séries 
da Netflix. "Desventuras em Série" estreou em janeiro e 
o "olho" esteve explicitamente espalhado por toda série.

Outra imagem promocional da série... preste 
atenção também no papel de parede no fundo.

Como dito acima, o "olho" pode ser facilmente
 identificado por toda parte na série de forma bem explícita.

O cantor alemão Clueso celebrando o símbolo 
da elite oculta de uma maneira mais criativa.

Azealia Banks publica todos os tipos de coisas absurdas na mídia social, mas esta 
provavelmente ganha. É um vídeo dela anunciando que está prestes a limpar o lugar 
que ela usa para "brujeria", que é uma palavra espanhola para bruxaria. Ela
disse que sacrifica frango vivo lá dentro. Doentio!!!

Emma Watson no Harper's Bazaar Women of the Year Awards. Um olhar 
mais atento revela que há uma cabeça grande de Baphomet no vestido. Embaixo 
está escrito"Le Diable" que significa "O Diabo" em francês. Emma ganhou 
o prêmio "Inspiração do Ano" naquela noite.

Veja Mais


,

O Verdadeiro Significado de Katy Perry "Chained To The Rhythm"

sábado, 4 de março de 2017 62 comentários

"Chained to the Rhythm" é uma típica música pop de Katy Perry, mas com uma pequena mudança subversiva. No entanto, há um intenso "duplo pensar" acontecendo no vídeo. Na verdade, a "revolução" apresentada por ele é aceitar a agenda da elite global que vem sendo promovida há anos.

Após a eleição de Trump, Katy Perry declarou que era hora de fazer "pop com propósito". Ela teve uma epifania? Na verdade, não. O que realmente aconteceu é que a Capitol Records, o conglomerado que detém seus direitos, reformulou sua imagem e mensagem para se adequar à agenda atual. 

De fato, durante anos, a imagem de Katy para os adolescentes e pré-adolescentes foi explorada para promover todos os tipos de agendas. E isso não mudou. O contexto, entretanto, mudou.

O vídeo de 2014 "Dark Horse" foi um gigantesco tributo à elite 
oculta e seu simbolismo Illuminati. Leia meu artigo sobre isso aqui.

Em 2017, os serviços de Katy Perry foram mais uma vez necessários. E, quando Katy lança uma música "política", é melhor você acreditar que a mensagem foi cuidadosamente elaborada para servir os interesses daqueles que a possuem. "Chained To The Rhythm" é exatamente isso: uma mensagem "política" calculada pela agenda globalista da elite como uma "rebelião" contra o "pesadelo americano" que é Trump.

Antes de ir adiante, sinto a necessidade de salientar que este artigo não é pró ou anti-Trump. É uma análise objetiva de um produto de mídia de massa que foi lançado durante uma era política específica. Como eu afirmei muitas vezes, a mesma elite oculta ainda está nos bastidores, não importa quem está no poder, e ainda controla totalmente os canais da mídia mainstream. Então, por favor, perceba que, ao contrário de 99% dos blogs e sites de notícias por aí, eu não me importo com afiliações políticas e meus valores não são moldados de acordo com um pensamento pré-estabelecido de linha "liberal" ou "conservadora". Estou simplesmente analisando a agenda por trás dos meios de comunicação de massa. Muito bem, de volta ao artigo!

Em "Chained To The Rhythm", os Estados Unidos são comparados a um parque temático chamado "Oblivia", onde pessoas "inconscientes" andam com sorrisos estáticos e assustadores em seus rostos. Os brinquedos no parque representam questões sociais da vida real que os americanos estão aparentemente ignorando, porque estão "vivendo em uma bolha". Isso está vindo de Katy Perry, a mesma que também estava neste vídeo:

California Gurls.

Chained To The Rhythm

O vídeo acontece em um parque temático chamado Oblivia. O logotipo é 
um hamster, um roedor que é conhecido por viver em uma gaiola e andar numa 
roda giratória que leva a lugar nenhum. É assim que a elite percebe as massas.

No parque, as pessoas estão muito obcecadas pelo seus status de mídia social para entender o que realmente está acontecendo ao seu redor.

O parque está cheio de pessoas egocêntricas que
 tiram selfies com seus aparelhos de hamster. 

Katy Perry está certa! Pessoas que não param de tirar selfies são uns idiotas, MAS ESPERE UM MINUTO...

Aaaargh!

De qualquer maneira, as pessoas no parque são basicamente robôs de mente controlada que fazem aquilo que lhes é dito.

As pessoas seguem as setas da mesma maneira que as 
massas seguem os meios de comunicação para aquilo 
que eles querem que as massas pensem e acreditem.

O tempo de espera para este passeio é de 1984 horas. Sacou? Assim 
como na obra "1984" de Orwell... que era sobre o Big Brother?

"Uau, Katy Perry está despertando para a verdade! É como se ela estivesse do nosso lado agora! Uma conspiradora!" Bem, na verdade não. O que está acontecendo basicamente é que todo o ponto de vista "conspirador" está sendo agora arrebatado pelos meios de comunicação para vender a agenda da elite.

Em Oblivia, Katy visita vários brinquedos que aludem a questões que acontecem na América e no mundo. Embora eles pareçam divertidos, eles estão na verdade prejudicando aqueles que os usam.

O brinquedo chamado "A Queda do Grande Sonho
 Americano" tem um grande significado subjacente.

Casais felizes vão dentro de pequenas casas que são levantadas no ar.

Uma vez no ar, as casas repentinamente caem. Trata-se de uma referência aos bancos levando as famílias para um "passeio", emprestando-lhes dinheiro para comprar casas usando empréstimos enganosos? Essa farsa conduziu à grande crise imobiliária de 2008 que sugou trilhões de dólares do bolso do americano para a elite financeira.

Quando Katy Perry performou "Chained To The Rythm" no Brit Awards e no Grammy, o cenário referia-se simbolicamente ao assassinato do sonho americano.

No Grammy, uma típica casa com cerca de madeira branca estava em chamas. 
Katy está prevendo um período de grande turbulência para as massas?

No Brit Awards, casas saíram do chão e começaram a se
 mover sob o feitiço de esqueletos gigantes (que provavelmente 
representavam Donald Trump e Theresa May).

A letra da música de Katy visa alcançar pessoas regulares que vivem em suas casas regulares, dizendo-lhes que elas estão "confortáveis" demais.


Somos loucos?
Vivendo nossas vidas através de uma lente
Presos em nossa cerca branca de madeira
Como ornamentos
Tão confortáveis, estamos vivendo em uma bolha, bolha
Tão confortáveis, não podemos ver o problema, problema


Katy está certa, devemos fazer como ela e não viver em uma "bolha confortável" e sim viver um estilo de vida constantemente revolucionário, MAS ESPERE UM MINUTO...

Katy comprou recentemente um convento pra morar.

De qualquer maneira, outros brinquedos no vídeo aludem a outras questões sociais.

A montanha-russa possui uma 
"estação de validação" chamada Love Me.

À medida que as pessoas tomam seus assentos, percebemos que os homens se sentam de um lado e as mulheres do outro. Por que há uma separação? Trata-se de uma referência ao sexismo na sociedade? Quando Simon e Rose passam pela "Estação de Validação" (uma crítica sobre como as pessoas buscam "curtidas" nas mídias sociais para se sentirem validadas), Simon recebe quase todos os votos. Isso parece nos dizer que os homens têm uma vantagem injusta sobre as mulheres, especialmente quando se trata de mídia social, MAS ESPERE UM MINUTO....

"Como Katy Perry tornou-se a celebridade 
mais seguida no Twitter com 92,7 milhões de fãs."

De qualquer maneira, o brinquedo a seguir diretamente apóia uma política específica de Trump.

O brinquedo "No Place Like Home" é uma crítica à 
política de Trump de deportação de imigrantes ilegais. 
Este casal entrou ilegalmente em Oblivia?

O casal é então ejetado para longe, acima de uma
 cerca - uma referência ao muro proposto de Trump.

Outros brinquedos aludem a questões que faziam parte da história americana por décadas.

O brinquedo "Bombs Away!"
 consiste em mísseis voando ao redor.

O brinquedo alude ao povo americano estando alheio às várias guerras que estão sendo realizadas pelo seu governo ao redor do mundo. Katy está certa. A guerra é ruim e devemos protestar contra ela, MAS ESPERE UM MINUTO...

No vídeo de 2012 "Part of Me", Katy se alista no exército e vai 
para a guerra. Por quê? Porque seu namorado a traiu. Faz sentido!

"Part of Me" foi lançado há cinco anos. Katy foi usada como uma ferramenta de recrutamento pelo exército para alcançar jovens. Juntar-se ao exército foi apresentado como uma solução para um relacionamento ruim (leia o artigo sobre esse vídeo aqui). Mas isso é agora.

Este indivíduo está feliz andando com uma nuvem 
do cogumelo em suas mãos. Ele não está consciente
 da ameaça nuclear em todo o mundo.

A atração chamada "Inferno H20" é bastante perplexa.

É basicamente um posto de gasolina que distribui "água com fogo".

Nesta atração, Katy é dada um copo de água que pega fogo. Será que isso se refere à iminente crise da água que está à beira de causar conflitos em todo o mundo? Trata-se talvez de desastres ambientais causados ​​pela exploração e transporte de petróleo? A mensagem aqui é bastante vaga, não diferente de outras cenas no vídeo.

Na noite, as pessoas assistem a um filme numa tela de TV, da mesma maneira que os americanos passam suas noites assistindo TV.

O filme é chamado de "A Nuclear Family".

As massas (incluindo o idiota atrás de Katy) colocam seus
 óculos 3D e entusiasticamente absorvem a propaganda.

Se seguirmos a lógica desse vídeo, as pessoas estão recebendo "lavagem cerebral" assistindo a um filme sobre uma "família nuclear", que é definida como:


"Uma unidade social composta por dois pais e uma ou mais filhos". 


Por que isso é retratado como ruim? Sim, na sociedade de hoje, existem todos os tipos de estruturas familiares e todas elas são tão válidas e importantes como qualquer outra e blá blá blá. Dito isso, por que a "família nuclear" não é tão celebrada como os outros tipos de famílias? Por que o vídeo retrata essa família como algo contra a qual se rebelar? É porque, talvez, a elite tem trabalhado duro em destruir os valores familiares tradicionais, a fim de degradar as massas e torná-las mais maleáveis? Eu nem comento!

Então, Skip Marley sai da tela como se ele fosse aquela garota do filme "O Chamado".

"Sai fora família nuclear imbecil, Skip está chegando!"

Skip canta sobre se rebelar contra aqueles que estão no poder.


Este é o meu desejo
Romper as barreiras para conectar, inspirar
Ei, aí em cima, no seu lugar alto, mentirosos
O tempo está contado para o império
A verdade que eles alimentam é fraca
Como muitas outras vezes antes
Eles são gananciosos sobre o povo
Eles estão tropeçando e sendo descuidados
E nós estamos prestes a nos revoltar
Eles acordaram, eles acordaram os leões


Há algo irônico nessa cena. Skip literalmente emerge da tela da TV que é usada para lavar a mente das pessoas. Em outras palavras, ele é a mídia de massa. A obediência à agenda está disfarçada de rebelião. Esse é um jeito de enganar as pessoas: fazê-las pensarem que estão se rebelando contra o poder, quando na verdade estão caindo numa armadilha.

Então, Katy Perry tem um despertar.

Após seu despertar, Perry olha ao seu redor e vê as massas
 inconscientes correndo em círculos em torno dela. Ela está tão 
acordada agora! Uau! Ela está sabendo tantas verdades agora!

O vídeo termina com Katy olhando para o espectador com
 um olhar de preocupada, como se estivesse dizendo "VOCÊ 
DEVERIA TER VOTADO PARA A HILLARY". 

Conclusão

"Chained To The Rhythm" é o que eu chamo de "propaganda 2.0": a agenda da elite apresentada como uma "revolução". O vídeo pega trechos de filmes "conspiradores", como "Eles Vivem",  onde apenas algumas pessoas vêem a verdade enquanto o resto do mundo está sendo controlado, para realmente vender uma agenda política.

Como afirmado várias vezes neste site, o objetivo final da elite é criar um único governo mundial, com uma moeda única e uma elite única governando. Ao criar "questões" específicas e enfatizar as soluções para esses problemas, a elite global está trabalhado arduamente, criando um sistema mundial totalmente integrado, onde as políticas sociais e econômicas transcendam as fronteiras nacionais a fim de serem decididas a nível global. A crise dos refugiados, a crise ambiental, a crise econômica, o terrorismo e outras inúmeras questões estão sendo utilizadas para introduzir as políticas da Nova Ordem Mundial a nível global. Esse programa tem sido defendido durante anos por George Soros e sua organização extremamente poderosa chamada Open Society.

É sobre isso que fala "Chained To The Rhythm". Katy Perry tem sido, há anos, uma peoa da elite, e isso ainda é verdade hoje. Isso então significa automaticamente que todos nós devemos apoiar tudo que Trump faz? Claro que não. Toda a mensagem desse site é estar constantemente vigilante. Acredite: você não precisa aderir totalmente a um partido político inteiro. Você pode ser uma pessoa racional e decidir por si mesmo quais políticas você concorda e discorda. 

Uma coisa é certa, não importa quem está no poder, a mídia de massa ainda está nas mãos de uma elite com uma agenda específica. E, mesmo quando parece estar promovendo a liberdade, ela secretamente quer que você continue... acorrentado ao ritmo.

Fonte: VC

Veja Mais